Mas hein?

Hoje era pra eu ter postado aquelas benditas imagens. Mas não deu.

Amiguxos convidaram para ir a um restaurante japoronga. Aí já viu.

Comi muita coisa, que eu não sabia nem pra que servia. Acho que a única coisa conhecida que eu pedi, foi a Coca Cola. De resto, não sei nem falar o nome.

Tinha sushi, sunomono, tamagushi, kamikaze, namastê, kami sama, e mais uma porrada de coisas com nomes de carinhas do Dragon Ball.

Desde que fui pela primeira vez a um restaurante japonês, aprendi uma frase muito útil:

– “Dois por favor!”.

Dá a falsa impressão de que você sabe oque está pedindo.

Dica: Ao usar esta tática, levante a mão e sinalize o “2” com os dedos, esboçando um leve sorriso. Assim os que estão à sua volta sentirão a sua tranquilidade, e você poderá ser considerado (a) uma pessoa mais bacana.

Sem isso eu ficaria só na Coca mesmo.

Mastigar o bicho semi-morto é cruel.

Se bem que apenas a Coca seria uma boa. Acho que se a gente pedisse os pratos alguns minutos antes, os peixes viriam balançando a cauda.

Mesmo assim respeito e admiro a culinária japonesa.

Graças à eles, a cada dia que passa, valorizo mais e mais os nugget’s.

 

Bom, mas passou. E como diz Dejair (o bêbado de Pariquera), “eu se diverti”.

Gastei uma boa grana, e com certeza, não foi para pagar o gás do restaurante.

Mas estou pronto para outra. Se precisarem, @TcheloF ao seu dispor.

 

*****

 

Observações importantes “pós-post”:

1- Eu gosto dos pratos servidos em restaurantes japoneses;

2- Tudo que eu falei aqui foi mentira, com exceção do que era verdade. Fui claro?

3- Japoneses, eu gosto de vocês. Mas prefiro os chineses porque seus produtos são mais baratos.

4- Não tem o quarto ítem.

 

Boa noite.

 

.

About Marcelo Henrique

Um cara rico, bonito e simpático. Psicanalista depressivo, com a ambição de ser um símbolo sexual no meio político ainda em 2010. Tudo que possuo em meu nome, são este blog, meu RG, e acredito que meu CPF. Tenho um cão que é a minha cara (peludo), chamado Dark. Mas ele não mora comigo por ter uma opinião formada de uma maneira diferente da minha. Formado em um curso a distância (não presencial) ainda nao exerço a função de Físico Nuclear. Nas horas vagas pesquiso sobre como inserir o ponto cruz na sociedade carente. Em breve, atualizarei o perfil (ou não). Agora tenho uma reunião para ver a quantas anda o processo para minha canonização imediata.

Posted on 05/01/2011, in Sem categoria. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: